segunda-feira, abril 21, 2008

Rodopiando com Nasrudin


Doente, graças a Deus
Nasrudin, sentado na sala de espera do consultório médico, repetia em voz alta: "Espero que eu esteja muito doente", o que intrigava os outros pacientes. Quando o médico apareceu, Nasrudin repetia quase gritando: "Espero que eu esteja muito doente".
"Por que você diz isso?", perguntou-lhe o médico.
"Detestaria pensar que alguém que se sinta tão mal como eu não tenha nada."


Qual deveria ser a aparência de um pássaro?
Nasrudin encontrou um falcão exausto pousado no parapeito da janela.
Nunca antes havia visto um pássaro como aquele.
"Pobrezinho", disse, "como é que você foi acabar desse jeito?"
Aparou-lhe as garras, cortou-lhe o bico para que ficasse reto e desbastou-lhe a plumagem.
"Agora você se parece mais com um pássaro", disse Nasrudin.


in Khawajah Nasr Al-Din - Histórias de Nasrudin / Mullá Nasrudin; tradução de Mônica Udler Cromberg, Henrique Cukierman, RJ, Dervish, 1994


Nasrudin sempre instiga e ajuda a espiralar o pensamento! E me faz rir de mim mesma (e de todos nós!). Divirta-se com suas histórias.
Anabel

5 comentários: