quarta-feira, setembro 23, 2009

Uma pena ter apenas um dia para refletir sobre os males da sociedade e do mundo, e agir diferente, mas já é alguma coisa. Ontem foi o dia sem automóvel, mas em Saõ Paulo quase nada aconteceu de diferente, ainda mais com chuva... na verdade o pico de lentidão do trânsito foi tão alto ou pior do que "normalmente". Temos o dia da luta contra o cigarro, dia da árvore (sobre o qual não vi nada acontecendo este ano), dia sem computador, dia (ou noite) de apagar a luz, e muitos outros de conscientização, mas não sei de nenhum "dia sem barulho", dia de tomar consciência da poluição sonora que está nos enlouquecendo tanto quanto a do ar... Um dia em que só se pudessem ouvir coisas harmoniosas e com poucos decibéis, a não ser os da natureza.
Um dia para limpeza de ouvidos, sem automóveis, sem máquinas, sem megafones, sem gritaria... alguma chance?
Anabel

Um comentário: