terça-feira, março 27, 2007

Nota de esclarecimento

Não, eu não vou te culpar, nem poupar. Não quero saber se amanhã voce virá com beijos quentes, ou críticas ácidas. Eu quero enfrentar meu medo, e não fingir que ele não existe. Tomar minhas decisões, cometer meus erros, abraçar meus desejos, arriscar meus passos num caminho único, que me devolve ao meu próprio amor. Voce pode interferir, opinar, sugerir, criticar, mas não desvalorizar por comparação com outros universos que lhe são familiares e muito mais confortáveis... muito menos me dar bronca por não ser como voce queria que eu fosse. Seja meu convidado. Fique realmente à vontade! Mas não pense que tudo aqui é seu. O limite é o respeito, mesmo que à noite saiamos selvagens nos devorando.

Anabel

Fotografia: Paul Stack

Um comentário: