terça-feira, janeiro 19, 2010

sem previsão do tempo

Gosto dessas noites com chuva, as várias camadas sonoras da água caindocompondo uma sonata branca.
Pingos e gotas no telhado, no quintal, na telha da garagem, onde formam fios d'água que escorrem para a calçada, o fluxo da água na sarjeta, os roncos de trovões a variadas distâncias, a bica na calha, os pneus dos carros espirrando pastoso em sua passagem, o ruido branco da chuva nas árvores, na rua, na cidade, de vez em quando uma voz colorindo o rítmo contínuo sem fórmulas de compasso...


Anabel

Um comentário:

  1. bonito sim senhora. foi um acaso cair aqui...peço perdão pela intromissão mas já que estou comento e sigo caminho. Bem-haja, saudações, cumprimentos como queira.

    Entretanto desejo um bom ano e tudo d ebom ppara familia amigos e seus derivados

    ResponderExcluir