terça-feira, junho 05, 2007


Fui vasculhar meus cadernos, e saltaram montes de sincronicidades de cada página que li ao acaso. Parecem até interpretações do I Ching! Também passeei por marcos históricos de mim, episódios sem os quais, definitivamente, eu não seria quem sou. Canções que criei e toquei e cantei tanto, começaram a ressoar nas vozes de amigos queridos, alguns que nem estão mais aqui.

É surpreendente o que se pode aprender com a gente mesmo! E é uma sensação muito singular a de estar lendo a mim mesma quando ainda era outra, anos e anos depois. Várias outras, em cada período aleatoriamente revisto...

Os cadernos tem essa magia, estão sempre lá, e um belo dia se abrem novamente pra nós. Será que um dia haverá maneira de revirar tão aleatoriamente as páginas e registros do blog pra me reencontrar com pedaços esparsos da minha alma?
Bel

Um comentário: