domingo, maio 22, 2011

sobre 21/05/2011

Foi dia longo, bonito, cheio de sentido, afeto, desafios... tudo saiu como planejado, já que planejamos deixar o fluxo dos acontecimento realizar-se no tempo das pessoas, da cultura tradicional, num plano de ação sem rigidez. Nada como planejado quanto ao alinhavado para apresentação, no fim fica o que importa. É tudo agora ali na aldeia Guarani. Respeito profundo pela sabedoria dos mais velhos, pela espontaneidade das crianças, pelo que cada um tem a dizer, mulheres reafirmando seu espaço e força poitica, e assim os  combinados se realizam sem desapontamento nem pressão de produtividade consumista. Degustação do momento sagrado. Ritual e celebração do encontro. Cantar e dançar pra conectar e conversar com o divino. Agradecimento.
Que aberração a catequese, na arrogância de julgar que poderia ter algo melhor a oferecer como deus!

Anabel

Nenhum comentário:

Postar um comentário