Bota pra tocar

sexta-feira, agosto 20, 2010

Vivos e vendo!

Lembro de quando eu era uma adolescente meio bicho grilo nos anos 70/80, lendo Revista Planeta, e sonhando/apostando em grandes mudanças, que pareciam uma grande fantasia para muita gente, tanto as consequencias catastróficas, quanto soluções alternativas... Aquecimento global, escassez da água potável, autogestão, agricultura de subsistência, reconhecimento de saberes tradicionais, ventos, água e sol como fontes de energia renovável substituindo o petróleo, ciência e tecnologia a serviço de uma cultura de paz, crianças índigo e cristais, e tantas outras questões e temas que cotidianamente lemos nos jornais, esperançosos ou alarmados...
Bem, o "quem viver verá", para mim, nunca foi tão agora. 
Quando avalio o contexto em que vivo, reconheço o  valor de tantas iniciativas que atestam a transformação de paradigmas  em nossa era, em todas as áreas, e reconheço uma geração que de fato sabe a que veio, índigos e cristais já adultescendo, e sei que quem é vivo, se quiser, pode ver o novo tempo aquariano realizando-se agora.
Não precisa sair dançando pela rua com roupa colorida e flores na cabeça, mas se for afim, vamos nessa!
Claro que há muito dessa cultura de ganância e destruição para equilibrar, e talvez sempre precisemos coexistir com esse "ponto de vista" e consequente atitude, mas ganhamos força, somos muitos, não estamos mais escondidos, não temos vergonha, nem medo, e a transformação é agora inexorável. Não há alternativa a não ser a mudança!
E é das atitudes cotidianas que é feita.

Alguns links que podem dar uma idéia do que rola por aqui:

Terra Madre
Indígenas digitais
Greenpeace
Carta da Terra


E tem mais na sessão "se liga" aqui do blog também.


When the moon is in the seventh house...
Quando o sol se derramar em toda a sua essência...
No novo tempo, apesar dos perigos...
Eu canto porque o instante existe...


Beijo,
Anabel

Imagem: Miró , "chanteurs des rues"

terça-feira, agosto 17, 2010

Telefónica no topo do ranking do desrespeito ao consumidor

Solicitei o cancelamento da TV Digital Telefónica em março deste ano, mas, como há um treinamento da empresa para isso, sob muita insistência dos atendentes fui convencida (é isso mesmo, mais uma trouxa...) a realizar apenas o "desligue" da mesma por 4 meses, após o qual esta "automaticamente" seria religada...

Em julho, porém, não fui notificada de que esse prazo estava chegando ao seu limite, o que demonstraria um compromisso com a transparência e respeito ao consumidor por parte da empresa, e, em função de estar com muitos outros compromissos, esqueci completamente de dar uma devolutiva, já que o equipamento decodificador nem se encontra à vista, pois o guardei por estar fora de uso.

Agora recebi uma fatura no valor de R$ 76,28 com vencimento em 21/08/2010, à qual recorri através da Ouvidoria (tel.: 0800-775-1212), pois como consumidora considero-me lesada, vítima de um abuso, um golpe (desrespeito à minha solicitação inicial, insistência e convencimento do consumidor pela exaustão, falta de transparência no processo de religue, e extorsão via fatura), que em menos de 24h chegou à conclusão de manter a cobrança.

Mantendo meu protesto e recusa de pagar, por estar sendo lesada como consumidora, estou contando com orientação e representação no PROCON  (tel.: 151), na ANATEL (tel.: 133) e nos meios de comunicação desta cidade, também como forma de alertar outros cidadãos, que podem cair, como eu, nesse tipo de procedimento obscuro de diversos tipos de serviços que poderiam ser comodidades.

Anabel

domingo, agosto 01, 2010

Vídeo Índio Brasil 2010

Na telona, visões e versões sobre o que é ser indígena. É a mostra nacional Vídeo Índio Brasil que vai de 31 de julho até 7 de agosto com exibição de vídeos e filmes em 112 cidades brasileiras.
Muitas produções são de autoria, execução e edição de indígenas, como o projeto Vídeo nas Aldeias. O Vídeo Índio Brasil busca revelar a identidade e as tradições das populações indígenas, visando fortalecer e divulgar a cultura indígena no Mato Grosso do Sul e no Brasil.  (Fonte: http://www.ufgd.edu.br/noticias/video-indio-brasil-mostra-de-filmes-sobre-a-realidade-indigena-1)

Além das cópias com os filmes selecionados para a mostra audiovisual, as cidades selecionadas receberão da produção do Vídeo Índio Brasil, temas relacionados ao Seminário “A Imagem dos Povos Indígenas no Século 21”, que irá para discutir as novas tecnologias da comunicação e o espaço que o índio tem na mídia brasileira.


Cada coordenador local terá a liberdade para realizar atividades paralelas relacionadas com o evento, como oficinas, debates, seminário, mostras regionais e locais, exposições e demais apresentações

Assista a vinheta:

http://www.youtube.com/watch?v=FC6wkDiWT-s&feature=player_embedded

Confira as cidades de São Paulo que acolhem a mostra:
São Paulo


Queluz

Rio Claro

Jacareí

Atibaia

São Bernardo do Campo

Miracatu/Iguape/Itariri

Osasco

Bauru

Joanópolis

Mais informações no site: http://www.videoindiobrasil.org.br/