domingo, janeiro 17, 2010

Vírus

José Miguel Wisnik


Matei a fome

Matei a sede

Matei a coisa

Matei o nome



Matei a cobra

O mal da dor

Matei o medo

Matei o amor



Matei o desejo

Fechei questão

Matei a charada

Matei o tesão



Senti o nervo

Fui na raiz

Te vi no espelho

Passei um xis



Um xeque-mate

Me derrubou

Matei num gole

O que restou



Matei a saudade

E ainda assim

Eu sinto teu vírus

Por dentro de mim



O tempo a vontade

E ainda amor

Teu vírus entrou

No meu computador

_______________________________________

Se deixar transcrevo o disco todo! Wisnik é genial!!!!

E acompanha "A Torre" que tirei agora no tarot do personare:

Eliminando o que não serve mais



O arcano XVI emerge como arcano conselheiro para este momento de sua vida, sugerindo que é chegado um importante momento em sua existência: o tempo para romper com tudo aquilo que não lhe serve mais e que você preservava apenas por manutenção de fachadas. Estas coisas que precisam ser eliminadas podem ser (e geralmente são) internas e têm a ver com hábitos, modelos mentais e expectativas falsas. Mas podem ser também relacionamentos falidos, projetos que não dão em nada, ou seja, qualquer coisa que não faz mais nenhum sentido em sua vida e que você talvez não tenha ainda a coragem de eliminar. Todavia, é preciso agir, caso contrário a negatividade se tornará pior. Enfrente com coragem este momento de varredura radical!

Haja coragem, e mais do que largar, manter-me longe dos hábitos e coisas que não rolam mesmo, que é o mais desafiador, pois eu costumo esquecer muito rápido o lado ruim...

Anabel

Nenhum comentário:

Postar um comentário