quinta-feira, novembro 19, 2009

Cuidando de mim, resgatando dos escombros flauta e flor, me encontro em fragmentos esparsos ainda pulsantes de outro tempo. http://anabelica.blogspot.com/2006/12/queda-muito-livre-o-abismo-vida-que-se.html

Por enquanto...


Anabel

Um comentário: