sábado, outubro 03, 2009

A criação nasce do encontro

Hoje realizamos o Encontro Regional da Equipe Sul 5 de Dança Vocacional, "A criação nasce do encontro", reunindo as turmas dos CEUs 3 Lagos, Navegantes e Parelheiros.
Contratempos à parte, foi um marco para todos nós, no que se refere ao compartilhar de saberes e linguagens, e à ampliação do olhar para as muitas danças que refletem a diversidade cultural da cidade de São Paulo, seus contextos, e as singularidades que um mesmo estilo de movimento pode acolher.

É muito gratificante participar dessa teia, dessa rede em permanente trama, que nos desperta a percepção de que somos produtores de cultura, que as diferenças funcionam como multiplicadores dos potenciais de cada pessoa, cada turma ou grupo, e que isso reverbera no coletivo, nos dando um sentido muito vivo de comunidade.
Os eixos do projeto Vocacional - transparência, parceria e sustentabilidade - ganham a dimensão de acontecimento, deixando de representar apenas ideais a serem alcançados, mas conceitos presentes no fazer diário, a própria ética desse fazer, na apropriação do espaço público com consciência e afeição.
Na roda de apreciação do processo emergiram referências e expressões como: integração, aprendizado em mão dupla, compromisso, renovação, apropriação, autonomia, função social, felicidade, igualdade, e amor. Amor! (e não fui eu quem disse!) "Muda tudo quando você coloca amor na dança", foi o que um rapaz da tribo hip-hop, o Panda, nos lembrou. Amor como presença cênica. Ou apenas como presença.
Um presente para todos os presentes.
Agradeço em especial à equipe deliciosa que coordeno, com as qualidades únicas de cada Artista Orientador que a compõe, alavancando, fomentando, semeando, aprendendo, ensinando, refletindo, trazendo idéias, buscando caminhos, abraçando e cultivando as danças que encontram, detectam, afloram, e lapidam em parceria com os Artistas Vocacionados de cada CEU, aos quais também agradeço sincera e profundamente.
Muito grata Adriana Gerizani, Josely Medeiros, Pedro Costa, Thais Ponzoni.
Um projeto público não é nada sem a honestidade, a sinceridade, o empenho e a alegria. Voces fazem a ponte. Voces são Ponte. E jorram fontes.

Grata, abraço.
Abraço.
Abraço.

Anabel

Um comentário: