Bota pra tocar

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Admiração

Paulinho Moska

Meus olhos, famintos, não se cansam
de te acariciar
Procuram sempre um novo ângulo
pra te admirar
E sonham mergulhar na sua boca de vulcão
Provar todo o calor que há na sua erupção

Escorregar nos rios claros
das margens dos teus pêlos
E encontrar o ouro escondido
que brilha em seus cabelos
Devorar a fruta que te emprestou o cheiro
E talvez desfrutar de um amor puro e verdadeiro

Esquecer o espaço, o tempo e o viver
Perder a noção do que é ter a noção do perder
Se um dia eu fui alegria ao te conhecer
Agora canto porque sinto a dor de não te ter

Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=4pU77ZCTRVw&eurl=http://letras.terra.com.br/paulinho-moska/videos/wVRTCZ77Up4/


- Depois de assim cantada, admirada, tocada, tanto faz se a primeira parte do corpo que entra em contato com o outro é a ponta do nariz, ou o bico dos seios, ou o pescoço, ou a bunda, ou as costas... já tá tudo entregue. Também numa situação nova ou perigosa, numa aventura, a adrenalina, a testosterona, o estrogênio e as endorfinas dão conta do prelúdio. Uma conversa virtual, às vezes, já deixa muita coisa encaminhada em termos de imaginação e sensações... Mas tem mulher que curte ser tratada como "patroa", aquela que tá lá, porque tá lá mesmo, e, sem nenhuma sedução, ir pra cama, logo ser catada pelos seios, ou levar um tapa na bunda (que em outro momento poderia ser excitante, com jeito), ou apertada na vagina, sem grandes rodeios?
- Me disseram que tem. Eu não conheço uma sequer.
- Eu não gosto. Eu preciso de sedução, admiração, aventura, olho no olho, beijo, cheiro, abraço, qualquer coisa mais carinhosa ou convidativa despertando a pele, ou um beijo roubado, um arroubo apaixonado, enfim¹... algum indicativo de que é bom estarmos juntos antes, durante e depois do sexo; "ser artista no nosso convívio pelo inferno e céu de todo dia" (Cazuza). Talvez isso seja um problema... meu.

¹ As vírgulas podem ser lidas como e/ou.

PS: Paulinho Moska é f...
PS¹: Homunculus Sensorial - se o corpo humano fosse proporcional ao espaço que o cérebro usa para processar suas informações sensoriais.

domingo, dezembro 23, 2007

Tempos Modernos

Lulu Santos


Eu vejo a vida
Melhor no futuro
Eu vejo isso
Por cima de um muro
De hipocrisia
Que insiste
Em nos rodear...

Eu vejo a vida
Mais clara e farta
Repleta de toda
Satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão...

Eu quero crêr
No amor numa bôa
Que isso valha
Prá qualquer pessoa
Que realizar, a força
Que tem uma paixão...

Eu vejo um novo
Começo de era
De gente fina
Elegante e sincera
Com habilidade
Prá dizer mais sim
Do que não, não, não...

Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há prá viver
Vamos nos permitir...

Eu quero crêr
No amor numa bôa
Que isso valha
Prá qualquer pessoa
Que realizar, a força
Que tem uma paixão...

Eu vejo um novo
Começo de era
De gente fina
Elegante e sincera
Com habilidade
Prá dizer mais sim
Do que não...

Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
E não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há prá viver
Vamos nos permitir...

E não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há prá viver
Vamos nos permitir...


Foto: Itaúnas - ES

PS: Amo compartilhar com vc, e amo saber que vc vibra comigo. A gente se alimenta na troca, e cresce, e aprende a amar mais e mais e mais. E transmuta nossas escuridões em riso! Venturoso 2008!!!

terça-feira, dezembro 18, 2007

Madregaia

Quanto mais ouço, mais encantada fico com a lindeza do CD "Madregaia", da Dani, minha mana bugra Lasalvia.
Sinto que a própria terra canta!!! A própria Terra, Gaia, respira, suspira, sorri, nos banha e embala no colo.
Nessa lindeza toda tem também um elemental maluco pra apontar direções inusitadas e mostrar pedrinhas brilhantes no meio do verde e da água. Um duende, que é também ancião, e eterno Erê: Dércio Marques.
Viajar de Trenzinho do Caipira por paisagens e dimensões da alma com o querido amigo e mestre Stênio Mendes, que muda a densidade do ar quando toca sua craviola, e solta sua voz e os mil sons de seu corpo.
Tantas deliciosas parcerias que ali estão registradas, do blues ao torém!
E a intensidade do sonho realizado da dona da voz, agora para todo mundo ouvir. Ouçam, ouçam, amigos!
Madregaia tem poder de cura.

terça-feira, dezembro 11, 2007




sexo supre muitas das nossas necessidades fisiológicas e carências afetivas,





mas só com carinho torna-se um caminho de cura e iluminação.




Imagem: Auguste Rodin, "o beijo"

segunda-feira, dezembro 03, 2007

Cia. Danças - Dezembro

Em dezembro a Cia.Danças estará com 3 peças do repertório em cartaz! 3 concepções distintas, 3 fases do nosso processo, 3 oportunidades para conhecer um pouco do nosso trabalho nos últimos 10 anos!!!!!




04 e 05 de Dezembro - "Q"
(Programa Municipal de Fomento à Dança)
3ª e 4ª feira às 21h
Teatro Itália, TD - Teatro de Dança
Avenida Ipiranga, 344 - República
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia)
Telefone da bilheteria: 11 2189 2555
Informações: 11 2189-2557
http://www.apaacultural.org.br/teatrodedanca/programacao_interna.php?id_esp=523






06 a 09 de Dezembro - "7 e a Mesa"

de quinta a sábado, às 20h; domingos, às 19h - Sala Paissandu
Galeria Olido
Avenida São João, 473
Telefone: 3331-8399




13 a 16 de Dezembro - "Pares"

de quinta a sábado, às 20h; domingos, às 19h - Sala Paissandu
Galeria Olido
Avenida São João, 473
Telefone: 3331-8399
http://www.vitruvius.com.br/noticia/noticia_detalhe.asp?ID=1471